O Programa P (de Paternidade) é um manual que se destina a criar espaços seguros para o diálogo com os pais, por meio de oficinas e abordagens que lhes permitam refletir sobre suas preocupações, dúvidas, necessidades e interesses sobre a paternidade e o cuidado.

Trabalhar com homens enquanto pais é um ponto de entrada importante para discutir assuntos sensíveis sobre normas tradicionais de gênero, beneficiando a equidade entre homens e mulheres, o desenvolvimento da criança, a saúde materno-infantil e a própria saúde do homem. No Brasil, Promundo tem realizado capacitações com profissionais de saúde para a utilização do Programa P visando tornar os serviços de saúde espaços mais amigáveis ao homem.

A metodologia tem sido adaptada no Brasil, Indonésia, Ruanda e África do Sul em contextos urbanos e rurais, no âmbito do programa MenCare+ (+Pai, no Brasil).

O manual do Programa P contém

a) Pesquisa sobre a importância do envolvimento dos homens enquanto cuidadores na promoção da saúde materna e equidade de gênero;

b) Guia para profissionais de saúde sobre como envolver os homens nas consultas pré-natais e nas unidades de saúde;

c) Conjunto de módulos interativos com atividades de sensibilização em grupo, voltadas aos homens e perfeitamente adaptáveis para o uso com casais;

d) Guia passo-a-passo para desenvolver e lançar uma campanha comunitária sobre paternidade e cuidado.

Resultados qualitativos da implementação do Programa P mostraram mudanças positivas na vida dos homens e de suas famílias. Na Nicarágua, os jovens pais relataram melhorias nos relacionamentos com seus filhos, filhas e parceiras, bem como maior participação nas tarefas domésticas e de cuidado de crianças. Além disso, a partir de uma parceria entre a World Education e o Promundo, homens no Sri Lanka aprenderam a lidar melhor com fatores emocionais complexos e relataram uma diminuição do abuso de substâncias por sua parte e por parte das parceiras.

Muitos dos homens e equipes que estiveram envolvidos na implementação do Programa P continuaram a difundir as suas mensagens na comunidade e mobilizaram outros homens. Uma testagem do Programa P está em andamento em Ruanda e os resultados são esperados para 2016. Atualmente, o alcance do Programa P está sendo ampliado pela Save the Children, com adaptações na Etiópia e na Índia.

Leia e baixe o manual do Programa P aqui.

Parceiros Internacionais de Desenvolvimento

Puntos de Encuentro, na Nicarágua e CulturaSalud, no Chile.

Parceiros Nacionais de Desenvolvimento

Instituto Noos, Instituto Papai, Área Técnica da Saúde do Homem do Ministério da Saúde e Área Técnica da Saúde do Homem da Prefeitura do Rio de Janeiro.

A adaptação do Programa P no Brasil, Indonésia, Ruanda e África do Sul é apoiada por

Ministério das Relações Exteriores dos Países Baixos