Quais os desafios e benefícios do fortalecimento do cuidado paterno? No mês em que foi sacionada a lei que aumenta a licença-paternidade para empregados das empresas cidadãs de 5 para 20 dias, a Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), da qual Promundo faz parte, lança uma série de vídeos sobre o envolvimento dos homens no cuidado das crianças pequenas.

Marco Aurélio Martins, coordenador executivo do Instituto Promundo está entre os especialistas entrevistados, abordando a relação entre o envolvimento de homens em paternidade e cuidado e segurança pública, a partir da perspectiva de prevenção. Em sua fala, Marco Aurélio afirma que “uma criança que vê dentro de casa um homem que também é cuidador, que divide tarefas domésticas, que é um homem equitativo, a tendência é que ela seja um adulto mais equitativo também.” (Veja na íntegra aqui.)

A série de vídeos conta com depoimentos de mais 10 especialistas, entre gestores públicos, representantes de organizações da sociedade civil e de universidades. Nos depoimentos são abordados temas como desnaturalização do cuidado, cultura machista, paternidade e desigualdade social, licença-paternidade, feminismo e papel do gestor público na promoção da paternidade.

Os vídeos, com média de dois minutos de duração, estão disponíveis no site e no canal do YouTube da RNPI, e foram gravados durante o I Seminário Nacional Paternidade e Primeira Infância, que aconteceu em 2015, no Rio de Janeiro.

Sobre a Rede Nacional Primeira Infância 

A Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) reúne aproximadamente 200 organizações em todo o Brasil que atuam na defesa e promoção dos direitos das crianças de até seis anos de idade. A atual Secretaria Executiva da RNPI é realizada pelo CECIP – Centro de Criação de Imagem Popular, uma ONG com mais de 30 anos de atuação, sediada no Rio de Janeiro.

Mais informações: www.primeirainfancia.org.br ou www.cecip.org.br

Sobre o GT Homens pela Primeira Infância

Um dos oito Grupos de Trabalho da Rede Nacional Primeira Infância é o GT Homens pela Primeira Infância, que reúne organizações de diferentes estados brasileiros com atuação na promoção do cuidado paterno. Uma das realizações do GT foi o I Seminário Nacional Paternidade e Primeira Infância, que aconteceu no Rio de Janeiro, nos dias 26 e 27 de agosto de 2015. Após o seminário foi produzido um “Relatório Técnico”, que sistematiza o relato dos debates e apresentações e traz recomendações aos gestores públicos sobre o tema. O relatório está disponível para download gratuito aqui.

O GT Homens pela Primeira Infância é integrado por: Instituto Papai, Instituto Promundo, Aldeias Infantis SOS Brasil, Área Técnica de Saúde do Homem do Ministério da Saúde, Centro de Criação de Imagem Popular (CECIP), Comitê Vida da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Plan Brasil, e Portal Aleitamento.com.